quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Microsoft Hyper-V e Red Hat

A Red Hat certifica Hyper-V como um hypervisor suportado para executar RHEL isso não é de hoje. Os serviços de integração do Red Hat podem ser executados em uma instalação no local de Hyper-V.

A Microsoft recentemente obteve a certificação para o RHEL 7.0 para o Windows Server 2008 R2 Hyper-V, Windows Server 2012 Hyper-V, e no Windows Server 2012 R2 Hyper-V. A certificação 2012 R2 Hyper-V inclui tanto Geração 1 e Geração 2 VMs.

As versões anteriores do RHEL também são certificados pela Red Hat, incluindo RHEL 5.9 e posterior, e RHEL 6.4 e versões posteriores. Ambas as versões de 32 bits e de 64 bits são certificados.

clip_image002

Acesse https://access.redhat.com/ecosystem/hardware/1211813

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Ingressando OS X ao domínio do Windows Server 2012 R2

Já fazia um tempo que estava por postar esse artigo, mas o que realmente me motivou foi que na semana passada recebi um e-mail do pessoal da Altenburg (www.altenburg.com.br) e resolvi fazer um passo a passo.

clip_image002

Antes de começarmos é importante lembrar que estamos utilizando o OS X 10.9.

1) Verifique a conectividade de rede, IP, máscara e DNS (DNS primário deve ser o IP do servidor Windows Server 2012 R2)

2) Horário sincronizado

3) Acesse System Preferences > Users and... > clique em Login Options > acesse como Admin

4) Na opção Network Account Server clique no botão Join…

clip_image004

5) Escolha Active Directory

clip_image005

6) Em Active Directory Domain: informe o nome do seu domínio. Exemplo: RUSCHEL.BR

7) Computer ID: Nome do PC (hostname)

Obs: Se você quiser pode também criar a conta de computador antes de ingressar ao AD.

clip_image007

8) Se você criou a conta antes receberá essa mensagem ao ingressar

image

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Criando uma Diretiva de segurança a Unidade Organizacional no Windows Server 2012 R2

 

1) Acesse Ferramentas > Gerenciamento de Política de Grupo.

clip_image002

2) Defina em qual Unidade Organizacional você desejar criar esta nova Diretiva (aquela que contém os grupos e usuários no qual você deseja aplicar esta nova Diretiva de segurança) > clique com o botão direito do mouse sobre Unidade Organizacional > selecione Criar uma GPO neste domínio e fornecer um link para ele aqui...

clip_image004

3) Digite o nome da Diretiva > clique em Editar

clip_image006

4) Agora basta você definir quais as Diretivas deseja aplicar.

Restringindo o Painel de Controle:

Vamos descrever passo a passo uma GPO para “bloquear” o Painel de Controle de todos os usuários, grupos e computadores da referida Unidade Organizacional:

1) Acesse Ferramentas > Gerenciamento de política de grupo.

2) Selecione a Unidade Organizacional > clique no botão Novo > digite um nome para a diretiva > no meu exemplo defini o nome “Segurança”.

3) Clique no botão Editar

clip_image008

4) Agora clique em Configurações do Usuário > Modelos Administrativos > Painel de Controle > dê um duplo clique na opção Proibir acesso ao Painel de Controle

clip_image010

5) Marque a opção Habilitado > clique em OK

clip_image012

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Migração de VMs Linux para Azure com o Migration Accelerator

A Microsoft anunciou em meados desse mês a possibilidade de migrar máquinas virtuais Linux para o Azure usando o Migration Accelerator (MA). Tenho realizado alguns testes de migração de VMs Linux que estão na AWS para o Azure e incialmente parece estar tudo dando certo.

clip_image001

As distribuições Linux que são suportadas são:

CentOS 6.4, 6.5 e Oracle Linux 6.4, 6.5

Existem alguns detalhes de configuração como:

Disco do sistema único OS (LVM propagação em vários discos não são suportados devido à limitação do Azure)

Disco Root / uso do dispositivo em arquivos de configuração: UUID, BY-LABEL, BY-ID (SCSI ID), Multipath, LVM, partição

Tipos de sistema de arquivos ext3, ext4:

Volume Manager para o dispositivo root: Linux LVM2

Muito em breve estarei fazendo um artigo passo a passo de como colocar isso em prática.

Acesse:

http://azure.microsoft.com/blog/2014/09/04/introducing-microsoft-migration-accelerator/

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Erro boot VM Debian 6 no Hyper-V

Hoje tive um problema de uma máquina virtual que estava com problemas de inicialização, e depois de rebootar várias vezes resolvi o problema da seguinte forma:

1) Dê um boot na VM com o CD/DVD do Debian 6

2) Escolha a opção “Advanced options”

clip_image002

3) Selecione “Rescue mode”

clip_image004

4) Escolha Execute a shell

clip_image006

5) Em seguida digite:

clip_image007

6) Digite:

clip_image008

Observe que estamos executando o comando para a partição que tem problemas de inicialização. Caso tenha problemas em outras partições basta executar o mesmo comando porém alterando a partição.

Após executar o comando basta rebotar a VM Linux.

Boa sorte!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Integração open source de Microsoft Office 365 com Moodle transforma a educação

 

Microsoft Open Technologies uma subsidiária da Microsoft Corp., em conjunto com o principal parceiro Moodle Remote-Learner.net Inc ., anunciou a integração entre Moodle e Microsoft Office 365, trazendo uma experiência mais produtiva para professores e alunos, harmonizando as credenciais de login, gerenciamento de calendário e de criação de conteúdo do curso, além de outras melhorias de fluxo de trabalho para as instituições de ensino e outros usuários do Moodle.

"Estamos trabalhando para entregar uma solução técnica para um dos sistemas de gestão de aprendizagem de código aberto mais populares que visa fornecer fluxos de trabalho sem grandes problemas para Moodle e usuários do Office 365", disse Jean Paoli, presidente da MS Open Tech .

O Office 365 oferece plugins para Moodle incluem integração com OneDrive for Business, OneNote e Office 365 calendário do Outlook. A integração permite que os alunos e professores, bem como usuários corporativos, para assinar a Moodle com o mesmo ID, tornando as instituições de ensino sign-on fácil e mais rápido para solteiro e outros usuários do Moodle com o Office 365 contas.

Além disso, os eventos criados no Moodle serão armazenados em professores e discentes escritório pessoal 365 calendários, o que lhes permite controlar facilmente eventos do curso e datas de vencimento. Anteriormente, os instrutores precisava atualizar seus calendários do Outlook manualmente, ou enviar convites para os eventos separadamente para os estudantes.

A integração com o OneNote permite aos instrutores para criar atribuições no OneNote, os alunos para completar a tarefa no aplicativo de anotações digital e apresentar os seus trabalhos via Moodle, e instrutores para fornecer feedback no mesmo documento OneNote.

Integração adicional entre Moodle e Office 365 permite que os instrutores para incorporar facilmente aulas on-line interativos criados no PowerPoint com o Office Mix através de um padrão de formato aberto. Essas lições podem conter áudio, vídeo, tinta digital, simulações ou avaliações interativas. Os documentos armazenados em OneDrive for Business pode ser associada automaticamente com cursos Moodle. Atualizações para esses documentos aparecerão automaticamente em ligações no Moodle, agilizando o controle de versão e simplificando a integração de conteúdos armazenados na nuvem.

No dia 21 de janeiro será lançada oficialmente a versão 1.0 deste projeto, que começou em setembro passado, no GitHub sob a GPLv3. Os plugins também estarão disponível para download no diretório plugins Moodle.