quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Novo LIS 4.1.3 – Linux Integration Services para VMs não Microsoft no Hyper-V

A Microsoft disponibilizou recentemente o LIS 4.1.3 que traz algumas novidades para máquinas virtuais não Microsoft no Hyper-V. É válido lembrar que a Microsoft fornece o Linux Integration Services para uma gama de distribuições Linux e também FreeBSD (máquinas virtuais no Hyper-V). Outro ponto importante é que muitas distribuições e versões de Linux já trazem em seu Kernel o Linux Integration Services e não requerem instalação deste pacote LIS. Este pacote LIS está disponível para um grupo de distribuições suportadas, a fim de proporcionar um melhor desempenho e uso máximo de recursos do Hyper-V.

image

Mas veja, você pode instalar o LIS nas distribuições listadas que ainda não tem o LIS incorporado no seu Kernel e também pode ser instalar como uma atualização em distribuições que já tenham o LIS incorporado.

LIS é aplicável para as seguintes distribuições:

Red Hat Enterprise Linux 5.2 a 5.11 32-bit, 32-bit PAE, e 64-bit

Red Hat Enterprise Linux 6.0 a 6.8 32-bit e 64-bit

Red Hat Enterprise Linux 7.0 a 7.3 64-bit

CentOS 5.2-5.11 32-bit, 32-bit PAE, e 64-bit

CentOS 6.0 a 6.8 32-bit e 64-bit

CentOS 7.0 a 7.3 64-bit

Oracle Linux 6.4 a 6.8 com Red Hat compatível Kernel 32-bit e 64-bit

Oracle Linux 7.0 a 7.3 com Red Hat compatível Kernel 64-bit

Recursos do Linux Integration Services:

Quando instalado na máquina virtual com o SO suportado, o LIS 4.1.3 oferece as seguintes funcionalidades:

· Instalável no Red Hat Enterprise Linux 5.2, 5.3, 5.4, 7.2 e 7.3

· Hyper-V Sockets

· Instalável no CentOS 5.2, 5.3, 5.4, 7.2 3 7.3

· Instalável no Oracle Linux 7.2 e 7.3 quando executando Red Hat Kernel

· Ajuste manual (aumentar ou diminuir) de memória RAM – NOVO

Com o LIS instalado a memória pode ser aumentada através do Hyper-V manager quando a VM é configurada sem uso de memória dinâmica.

A memória alocada à VM pode ser aumentada e diminuída, porém a máquina virtual Linux não verá uma redução na memória total relatada, uma vez que a diminuição é tratada de forma semelhante à memória através do driver hv_balloon. Recomenda-se que a memória seja adicionada ou removida em múltiplos de 128 megabytes. Devido às limitações no suporte do kernel para adicionar memória, este recurso não está disponível para as versões anteriores ao Red Hat Enterprise Linux ou CentOS 6.5.

· SCSI WWN

· lsvmbus

· Desinstalação de script

Host com Hyper-V:

Windows Server 2008 R2

Microsoft Hyper-V Server 2008 R2

Windows 8 Pro e 8.1 Pro

Windows Server 2012 e 2012 R2

Microsoft Hyper-V Server 2012 e 2012 R2

Windows Server 2016

Microsoft Hyper-V Server 2016

Microsoft Azure

Download LIS 4.1.3

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Criando Pen Drive bootável com Windows Server 2016

Eu sempre gosto de mostrar como criar um pen drive bootável cada vez que sai um novo sistema operacional da Microsoft, inclusive já postei aqui como fazer isso com o Windows 10.

Hoje vou dar uma dica simples para fazer isso:

1) Utilizando um computador com Windows 10 ou Windows Server 2016 (qualquer S.O ou software que monte um arquivo ISO) dê um duplo clique sobre o arquivo ISO e monte a imagem:

clip_image002[4]

2) Agora selecione todos os arquivos e copie para o pen drive que deseja usar para sua instalação do Windows Server 2016.

clip_image004[4]

3) Observe que temos todos os arquivos no pen drive.

clip_image006[4]

4) Pronto. Agora basta dar um boot no USB Pen drive e boa instalação.

terça-feira, 4 de outubro de 2016

Como foi Microsoft Ignite em Atlanta-EUA

 

clip_image002

Na semana passada aconteceu em Altanta-EUA o Microsoft Ignite, maior evento técnico da Microsoft que esse ano trouxe inúmeras novidades como o anúncio da parceria da Adobe e Microsoft no Azure cloud.

Essa nova parceria compreende que a Adobe estará usando Azure para os seus serviços de marketing na nuvem, e Creative Cloud. A Microsoft por sua vez fará uso do Adobe marketing cloud em seu serviço de comercialização preferencial para clientes de sua nova edição Dynamics 365. Algumas das suas melhores tecnologias do Microsoft Azure, Adobe Marketing Cloud e Microsoft Dynamics 365 que vem a agregar inúmeras tecnologias que trarão vários benefícios para quem utiliza por exemplo o Cortana que faz uso de machine learning.

Scott Guthrie, vice-presidente executivo para a nuvem da Microsoft, explicou que a empresa quer profissionais de TI para se sentir habilitada e digitalmente transformar suas organizações. Por conseguinte, a Microsoft está se concentrando em três áreas para fazer isso: segurança, inteligência e da nuvem.

A Microsoft anunciou uma série de novos recursos de segurança de dados e de análise destinados a tornar melhores o Windows, Office 365 e Azure. Um destaque é fazer o Windows 10 mais seguro para uso nas empresas.

O exemplo bem interessante é a integração do Windows Defender (antivírus) uma avançada proteção contra ameaças e que usa uma análise de dados enorme para detectar padrões de comportamento suspeitos que indicam se um hacker está tendo acesso ou ainda outro problema de segurança.

Existe agora uma integração do Windows Defender com o Office 365 para detectar e remover o malware quando for encontrado em sua caixa de entrada de e-mails. Este recurso será liberado em no início de 2017.

Essa proteção toda também será expandida no próximo ano para toda família Office: Word, Excel, PowerPoint, onedrive for Business e SharePoint.

Outro ponto importante é que atualmente a Microsoft já tem cerca de 400 milhões de dispositivos que utilizam Windows 10.

Por fim, ainda tivemos outros destaques como os investimentos para open source, a plataforma de desenvolvimento .NET para Android e IOS, a nova transformação digital com foco nos novos recursos que o IoT (Internet das Coisas) e o Office365 que hoje é usado pelo Facebook em milhares de dispositivos que rodam Android e iOS.

clip_image004

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Novo LIS 4.1.2 – Linux Integration Services para VMs não Microsoft no Hyper-V

A Microsoft disponibilizou nessa semana o LIS 4.1.2 que traz algumas novidades para máquinas virtuais não Microsoft no Hyper-V.
É válido lembrar que a Microsoft fornece o Linux Integration Services para uma gama de distribuições Linux e também FreeBSD (máquinas virtuais no Hyper-V). Outro ponto importante é que muitas distribuições e versões de Linux já trazem em seu Kernel o Linux Integration Services e não requerem instalação deste pacote LIS. Este pacote LIS está disponível para um grupo de distribuições suportadas, a fim de proporcionar um melhor desempenho e uso máximo de recursos do Hyper-V.
Mas veja, você pode instalar o LIS nas distribuição listadas que ainda não tem o LIS incorporado no seu Kernel e também pode ser instalar como uma atualização em distribuições que já tenham o LIS incorporado.

LIS é aplicável para as seguintes distribuições:

Red Hat Enterprise Linux 5.2-5.11 32-bit, 32-bit PAE, e 64-bit
Red Hat Enterprise Linux 6.0-6.7 32-bit e 64-bit
Red Hat Enterprise Linux 7.0-7.2 64-bit
CentOS   5.2-5.11 32-bit, 32-bit PAE, e 64-bit
CentOS 6.0-6.7 32-bit e 64-bit
CentOS 7.0-7.2 64-bit
Oracle Linux 6.4-6.7 com Red Hat compatível Kernel 32-bit e 64-bit
Oracle Linux 7.0-7.2 com Red Hat compatível Kernel 64-bit

Recursos do Linux Integration Services:

Quando instalado na máquina virtual com o SO suportado, o LIS 4.1 oferece as seguintes funcionalidades:

Instalável no Red Hat Enterprise Linux 5.2, 5.3, 5.4, and 7.2
Instalável no CentOS 5.2, 5.3, 5.4, e 7.2
Instalável no Oracle Linux 7.2 quando executando Red Hat Kernel
Hyper-V Sockets
Adicionar Memória Hot-Add
SCSI WWN
lsvmbus
Desinstalação de script

Download http://bit.ly/2aiEWyt

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Como voltar do Windows 10 para o Windows 7 ou 8.1

É muito comum a solicitação de alguns usuários que por algum motivo querem remover o Windows 10. Primeiramente você precisa verificar se foi feito um upgrade ou uma instalação nova, ou seja, se você já tinha o Windows 7, 8 ou 8.1 instalado e fez simplesmente uma atualização para o Windows 10. Caso você tenha realizado uma atualização, será possível reverter para a versão anterior, mas se fez uma instalação nova, isso não será possível.

A Microsoft oferece a possibilidade de você reverter esse processo até um mês após a atualização. O procedimento é muito simples, vamos lá:

1) Clique no Menu Iniciar, vá em Configurações

clip_image002

2) Clique em Atualização e Segurança

clip_image004

3) Clique em Recuperação > Em Voltar para o Windows 8.1 > clique em Introdução

clip_image006

4) Responda algumas perguntas e depois clique em Voltar para o Windows.

clip_image008

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Desabilitando atualizações automáticas no Windows 10

 

Muitos usuários que possuem Windows desconsideram fazer as atualizações automáticas do seu sistema, pois entendem serem desnecessárias. Para exemplificar a importância de fazer essas atualizações, vou comparar a um recall de um automóvel, ou seja, imagina que o fabricante do seu automóvel solicita que você realize um reparo específico para corrigir um problema e você desconsidera esse conserto. É exatamente isso que você faz quando não realiza a atualização do seu sistema operacional. É claro que na atualização do sistema operacional você poderá optar por quais atualizações deseja instalar. No caso do Windows 10 a Microsoft mudou um pouco o “lugar” onde o usuário pode habilitar ou desabilitar os updates e como tem sido muito constate esse questionamento por parte dos usuários do Windows 10 vou mostrar como desabilitar.

1) Pressione as teclas “Windows + R” para abrir o Executar e depois digite o comando gpedit.msc

clip_image002

2) O gpedit irá abrir uma tela onde estão as diretivas de segurança do sistema operacional > clique em Configuração do Computador > Modelos Administrativos > Componentes do Windows > “Windows Updade > dê um duplo clique sobre a opção Configurar Atualizações automáticas

clip_image004

3) Na tela que irá abrir marque a opção Desabilitado e clique em OK

clip_image006

4) Se você quiser desativar a atualização automática mas deseja ser alertado sobre novas atualizações, marque Habilitado e escolha a opção Avisar antes de baixar e instalar qualquer atualização > OK

clip_image008

Agora o Windows 10 não irá realizar as atualizações automáticas.