quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Ingressando estação Linux ao Active Directory do Windows Server 2008 R2 e montando diretórios automaticamente no Linux

:: Parte I

Pode parecer estranho, mas o mundo da tecnologia está cada vez mais heterogêneo quando falamos em sistemas operacionais, seja Windows ou Linux, uma vez que grande parte das empresas mantém servidores e estações Windows e Linux.

Mais do que nunca estes dois mundos, ou melhor, estes sistemas operacionais precisam interoperar de forma fácil e rápida, e é justamente aí que começa o trabalho do pessoal da TI. O Linux com a distribuição Ubuntu ganhou força em desktops e já não é de hoje que se vê muitos destes desktops em grandes redes de magazines e supermercados espalhados pelo país. O Windows Server traz desde a versão 2000 o Active Directory, um sistema de diretórios LDAP (Lightweight Directory Access Protocol) o qual armazena informações sobre contas de usuários, grupos, computadores, recursos, políticas de segurança e outros, em um banco de dados tornando estes recursos disponíveis para usuários e aplicações.

Mas quais seriam as vantagens de realizar todo este processo? Podemos dizer que seria uma redução de custos em alguns fatores como por exemplo licenças. Para as empresas que possuem servidor Windows e desejam utilizar estações Linux em seus desktops, precisam planejar como ingressar estas estações ao Active Directory. Atualmente existem inúmeras maneiras para realizar este processo, algumas mais fáceis e rápidas, outras menos seguras e até alguns produtos comerciais que fazem tudo de forma otimizada e centralizada.

Mas como ficam os arquivos, uma vez que o servidor de arquivos é Windows? Além de ingressar a estação ao domínio, vamos também mostrar como configurar o PAM_MOUNT para montar no home do usuário Linux a pasta de documentos que está no servidor Windows.

Vamos apresentar nosso cenário de infraestrutura:

image

O que é necessário:

PASSO 1: Verificando a conectividade

Na estação Ubuntu, verifique a conectividade com o servidor Windows, usando primeiramente o comando ifconfig para verificar qual o endereço IP que a estação Ubuntu obteve do servidor DHCP instalado no Windows Server 2008 R2.

Em seguida utilize o comando ping 192.168.1.100 (IP do servidor Windows) para checar se a comunicação está perfeita.

Utilize agora o editor de sua preferência para alterar os arquivos /etc/resolv.conf e /etc/hosts.conf.

Acrescente a linha abaixo ao arquivo /etc/hosts.conf

192.168.1.100 server2008.teched.br server2008

Onde:

IP Servidor: 192.168.1.100

Hostname: servre2008

Domínio: teched.br

Acrescente a linha abaixo no arquivo /etc/resolv.conf

nameserver 192.168.1.100

Onde:

IP Servidor: 192.168.1.100

Em breve, a Parte II

3 comentários:

Anônimo disse...

Fico ansiosamente a espera o resto dos passos, porque é exactamente isto que eu quero fazer na minha empresa e não encontro nada que explique correctamente como o fazer.

Quando irá inserir as restantes partes?

Obrigado pela disponibilidade.

Anônimo disse...

Prezado André, tive a oportunidade de participar de treinamento contigo na Tecnopuc, parabéns, o Blog esta ótimo.
Também aguardo a parte II.

Um grande abraço,
Luiz

lucas reis disse...

Bom dia André,
estou com um problema no meu sever 2008 r2, quando vou no gerenciador de estações de area de trabalho remoto, da uma falha dizendo erro no mmc, e nao carrega as estações que estão logadas no meu servidor. Todas as estaçoes são windows 7. O que devo fazer para resolver este problema, pois preciso de mandar mensagens, acompanhar quais programas estão abertos, e desconectar alguns usuarios.
Att, Luan