segunda-feira, 6 de setembro de 2010

O Ubuntu 10.04 no Hyper-V ?

Nós últimos anos é incrível com a distribuição Ubuntu invadiu os desktops e também alguns servidores (Ubuntu Server), e acredito que com a nova versão 10.10 que saiu dia 02/09 do forno, deve aumentar ainda mais os usuários desta distribuição.

Sem dúvida alguma o Ubuntu está muito bom, estável e fácil de usar, isso mesmo, o Ubuntu já está sendo usando em muitas redes de lojas em desktops, pois com sua interface amigável conquistou até mesmo os usuários finais.

No Windows Server 2008 a Microsoft passou a oferecer o Hyper-V, onde podemos virtualizar outros Sistemas Operacionais, como Windows 7, Windows Server 2008 R2 e também Linux, porém apenas a distribuição SUSE e Red Hat é que estão homologadas, ou seja, Ubuntu, Debian e outros ainda não estão.

Não ser homologadas não significa que não funciona, pois o Ubuntu 10.04 traz a versão do seu Kernel 2.6.32-21, o qual já dá suporte ao IC (Integrate components) do Hyper-V.

Mas eu tenho o Ubuntu 10.04 no Hyper-V e não reconhece por exemplo a placa de rede sintética. Preciso instalar algo?

No caso do Ubuntu 10.04 não precisamos instalar nada, já como citamos, nesta versão do kernel já temos os ICs instalados ( Microsoft cedeu algumas linhas de código para GNU), por outro lado, devemos sim habilitar. Como?

1) Vamos verificar qual a versão do Kernel do Ubuntu 10.04 através do comando: uname -a

Verifique então que o Ubuntu utiliza uma versão de Kernel com suporte a Hyper-V (2.6.32-21)

clip_image002

2) No Ubuntu, utilize o editor que desejar e abra o arquivo:

clip_image004

3) Adicione as linhas:

clip_image006

4) Digite sudo update-initramfs -u

Reinicie a estação Linux!

clip_image008

5) Digite /sbin/lsmod grep vsc para verificar que já estão habilitados os módulos.

clip_image010

5) Já temos a placa de rede sintética.

clip_image012

É importante lembrar que na versão do Ubuntu 10.10 o kernel virá com a versão 2.6.35.3 que já traz também os ICs, mas deverão também ser habilitados como mostrados acima.

Imporante é você usar nas configurações da sua VM Linux NETWORK ADPATER e não LEGACY após realizar estes procedimentos.

Lembramos que a Microsoft não oferece "ainda" suporte ao Ubuntu.

Um comentário:

Anônimo disse...

Cara simplesmente fantástico, muito bem escrito.